Como transferir um veículo

Confira as etapas necessárias para fazer a transferência:

  1. Comprovar que o veículo não tem dívidas pendentes.
  2. Preencher os recibos de compra e venda.
  3. Reconhecer firma no cartório.
  4. Pagar a taxa de transferência.
  5. Fazer a vistoria do veículo no órgão correspondente.

Assim que essas etapas forem concluídas, o veículo estará em ordem, ou seja, pronto para ser transferido para um novo proprietário. Vale lembrar que esses procedimentos devem ser feitos em, no máximo, 30 dias após a venda. 

Comprovar que não há dívidas pendentes

O primeiro - e mais importante - passo na hora de transferir um veículo é conferir se não há pendências. Para isso, basta acessar a página do Detran e informar a placa do veículo ou o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam). Vale ressaltar que só será possível transferir um veículo se ele não apresentar nenhuma dívida anterior.

Accese a página do Detran São Paulo

Preencher o recibo de compra e venda

Depois de comprovar que não há dívidas, é necessário atualizar os dados do veículo no Detran e no Renavam. Para isso, tanto o vendedor quanto o comprador devem preencher um formulário eletrônico, disponibilizado no site do Detran, o Certificado de Registro de Veículo (CRV). Esse formulário serve para proteger o vendedor de problemas futuros. Esse formulário consta no Renavam e possui todos os dados necessários à Autorização de Transferência de Propriedade do Veículo (APTV), incluindo o estado e o país em que o veículo foi registrado e o nome do proprietário original. Depois de preencher o formulário APTV, o proprietário precisa informar que o automóvel será transferido para um novo dono, além de informar o valor da venda, o nome completo, RG e CPF do comprador, a data e o local da negociação. Assim que o proprietário assinar a APTV, o comprador terá até 30 dias para transferir o veículo para seu nome. Durante esse período, o vendedor também deve comunicar a transferência ao Detran.

Reconhecer firma das partes envolvidas

Depois que o recibo de compra e venda e o formulário do Detran que sinaliza a transação forem devidamente preenchidos, o comprador e o vendedor devem assinar o documento. Em seguida, deverão comparecer ao cartório para reconhecer firma das assinaturas no verso do CRV para oficializar a venda do veículo.

Accese a página do Detran São Paulo

Pagar a taxa de transferência: saiba o valor para transferir o veículo

As regras que oficializam a transferência de um veículo para outro proprietário constam no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que determina uma taxa para esse tipo de negociação. Ela deve ser paga por meio de um boleto gerado pelo Detran do estado onde a transação está sendo feita e seu valor pode variar. Para emitir o boleto, basta acessar o site do Detran, gerá-lo e pagar a tarifa de transferência. Se o antigo proprietário não comunicar a venda ao Detran, ele será responsável pelas dívidas e infrações cometidas pelo novo dono. O novo dono, por sua vez, não poderá contratar seguros ou gerar uma nova placa para o veículo enquanto ele não estiver em seu nome.

Acesse a página do Detran de São Paulo para pagar a taxa

Vistoria de transferência

A vistoria tem como objetivo verificar a situação atual do veículo, como por exemplo, se ele mantém as características originais de fábrica, se os itens obrigatórios estão em condições adequadas, se a documentação está em dia e se cumpre com todas as normas de trânsito. Essa verificação obedece a uma lei nacional, mas é feita pelo Detran de cada estado.

Accese a página de Detran São Paulo para encontrar empresas que realizam a vistoria

Separar os documentos necessários

Assim como em outras situações em que o processo precisa ser seguido, é necessário se atentar ao preenchimento de cada um dos documentos antes de apresentá-los.

Lembre-se de que, qualquer inconsistência nas informações vai atrasar o prazo estimado para concluir a transferência. A seguir, listamos os documentos necessários para transferir o veículo:

  • RG ou CNH;
  • Registro de que o veículo não tem dívidas;
  • Versão original do CRV do antigo proprietário devidamente preenchido em nome do comprador, com firma reconhecida;
  • Comprovante de endereço;
  • Comprovante de pagamento da taxa de transferência;
  • Comprovante de pagamento da taxa de emissão do novo CRV,
  • Formulário do Renavam preenchido.

Procedimento de transferência do documento

Depois de ter feito todos os procedimentos que destacamos nesta nota, basta levar os documentos ao Detran do seu estado junto com o boleto pago e solicitar a transferência do veículo. Você também vai precisar solicitar a emissão de um novo CRV e do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

Emplacamento do veículo

O registro inicial ou primeiro emplacamento de um veículo nacional ou importado será feito depois da vistoria de identificação veicular, exceto quando realizado pelo Sistema de Racionalização e Prévio Registro de Veículos (SRPR).

A responsabilidade pelos dados fornecidos fica por conta do proprietário do veículo. Caso esses dados estejam incorretos, o emplacamento do veículo e a emissão do documento podem ser afetados, portanto, será necessário pagar uma nova taxa e fazer a vistoria de identificação veicular novamente.

Qual é a data limite para fazer a transferência de um veículo?

O processo geralmente não leva mais de 20 dias úteis, e esse período pode ser ainda menor. No entanto, é sempre importante lembrar do prazo estipulado. Conforme mencionado anteriormente, o novo proprietário tem um prazo de 30 dias, a partir da data da compra, para iniciar o processo de transferência. Ou seja, todos os procedimentos que dependem de uma ação direta por parte do vendedor são imediatos. No entanto, a documentação atualizada, que será enviada ao endereço do novo proprietário (comprador), conta com um prazo de até 15 dias úteis, a contar da data de solicitação no Detran.

Procure el sitio de su ciudad ligado ao Detran o Orden Governamental para consultar las infos.

ENCONTRE OS MODELOS MAIS PROCURADOS

Veja mais veículos